Marion Strecker é jornalista e não está afogada pelos novos meios. Conseguiu alcançar uma certa disciplina como conta no seu depoimento para o Confins, na série na encruzilhada do futuro.

Estou tentando ser menos junkie com informação, então agora compro mais livros e procuro diminuir o tempo na internet.

Continuo adorando ler jornal no café da manhã: jornal em papel, para não me dispersar online. Mas aqui em Nova York, neste prédio sem porteiro onde vivo agora, meu jornal é roubado quase todos os dias. Tento me acostumar com a versão no iPad, mas às vezes me pego analisando os problemas de usabilidade. Esse vício profissional atrapalha a leitura. E como estou no iPad, às vezes acabo lendo outros jornais e sites de notícia ali também.

Sempre gostei de ler revistas. Assinava muitas até semana passada, quando morava na Califórnia. Agora só assino uma, e decidi comprar na banca o que me der na telha.

Não sou muito de televisão e ouço rádio apenas no carro. Aqui estou sem carro.

A cidade grande e seus espaços públicos transbordam de informação. Ganho jornal grátis no metrô, vejo cartazes e luminosos, me deparo com folhetos, flyers e outros impressos nas ruas e nos espaços culturais. Vejo TV dentro do táxi como no Brasil via portais de notícia dentro do elevador.

Uso internet intensamente, então meu dia pode começar com alertas ou e-mails, que trazem atualizações dos sites e blogs que acompanho ou dos aplicativos que eu uso. Entro então em alguns desses endereços.

Recebo muita informação em redes sociais, mas a leitura é irregular e caótica. Vida pessoal e profissional se misturam ali e qualquer um fala qualquer coisa, o que cansa. Escrevo cada vez menos em redes sociais para ganhar mais tempo. Prefiro mensagens diretas trocadas com pessoas que me são importantes.

Outra forma que uso bastante para obter informação são os sistemas de busca. Nenhum jornalista vive sem isto hoje.
Last but not least, pessoas são sempre uma fonte inesgotável de informação. Então conhecer e conviver com muitas pessoas é muito bom para ficar informado, além de ser divertido.