Apesar de publicar o enxuto e objetivo depoimento do Beto Padiani sobre como ele se informa no dia a dia para ficar antenado, na série na encruzilhada do futuro do presente, o que eu gostaria mesmo é de estar navegando com ele pelo Atlântico ou fazendo alguma expedição por algum ponto perdido do mundo. Enquanto não consiguir viabilizar, continuarei trabalhando em projetos de informação em rede (Confins é um deles) e viajando na a viagem dos meus amigos.

Me informo pela internet. Pela manhã quando abro o computador, leio as notícias noEstadão.com.br. O que mais me interessa me
aprofundo. Dou uma espiada no Twitter e no Facebook. Depois leio meus e-mails que eventualmente trazem algo novo. No carro ouça a CBN e durante o dia no meu escritório acesso as noticias por diversos portais, como Terra, Estadão, UOL e Exame. Vejo televisão alguns dias à noite.